Ser Pai

Quando você nasceu, ele ficou ansioso até você vir ao mundo e quando recebeu a notícia NASCEU, a preocupação dele era a sua saúde, se você respirava direito, se seu peso estava bom e com quem se parecia.

Saíram do hospital, ele dirigia devagar, olhava vocês dois pelo retrovisor (você e sua mãe) e sentia um misto de alegria, orgulho, medo e muita responsabilidade, afinal agora ele se tornou : PAI .

Chegaram em casa, tudo estava diferente, a esposa agora era mãe, amamentava, chorava (muitas vezes isso acontece) , cuidava de você quase que o tempo todo, e ele olhava essa dupla tão cúmplice e tentava aos poucos entrar meio timidamente .

Você chorava a noite , ele muitas vezes ia ao teu encontro tentar te acalmar, mas sabia de antemão que quem te acalmava era a sua mãe, mas mesmo assim ele tentava te acudir.

O tempo foi passando, agora você começou a andar, balbuciar palavras e ele sempre ali olhando para você, algumas vezes bem próximo e outras nem tanto por motivo de trabalhar tanto.

Agora você é a preocupação constante na cabeça dele, o que será desse garoto(a), que escola devo coloca-lo(a), estou sendo presente na vida dele (a), como conciliar a demanda do trabalho com meu filho(a) … são perguntas que ele se fez muitas vezes .

Muitos pais ainda têm que driblar uma esposa que dificulta a aproximação deles em querer cuidar de seus filhos, ela se sente a única genitora e a unica capaz de cuidar da criança. Outras, no ato de serem tão mães, deixam seus maridos de lado como homens, e ele se sente um intruso na sua própria casa, não pode se aproximar nem do filho e nem de sua mulher, que o afasta percebendo qualquer menção sexual da parte dele.

Ele faz parte do tal triângulo e quer ser um vértice importante nisso tudo, algumas mulheres são sábias nesse momento e introduzem esses pais nesse contexto e outras infelizmente se perdem não conseguindo driblar o papel de mães novatas e de esposas.

Muitos pais se sentem perdidos no ato da paternidade, se há uma discussão com a esposa, algumas usam esse desentendimento  para afastar o filho, principalmente quando se separam, ai a guerra fica explícita ou disfarçada, o pai tem de usar de escambos para ver algo que é de seu direito, ver seu filho, abraçá-lo, levá-lo a passeios, buscar na saída da escola. 

O papel de pai é muito importante para os filhos, ele simboliza a LEI por mais tranquilo que seja nas regras, ele faz a ponte entre o dever e o direito. 

Nós mulheres devemos, por mais que nos sintamos fortes não subestimar o papel importante que os pais tem com nossos filhos. Peça a opinião deles, não desautorize esse pai, principalmente na frente de seus filhos.

 Mostre a eles a importância que este pai tem, independente se ele está desempregado, ou tem um contracheque menor que o seu, ou se você deixou de vê-lo com admiração como mulher !

Ele sempre vai ter o direito de ser pai, ele tem que ser admirado pelos filhos, independente das dificuldades que ele tenha como ser humano, essa é uma grande lição de vida … honrar seu pai e sua mãe mesmo que eles sejam bem menores do que você esperava! 


Sandra Mariani

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s